Jogo para educação de profissionais

“Jogos sérios” (ou “serious games”) são uma grande ferramenta para a educação de alunos e profissionais de saúde nos dias de hoje. A afirmação é do professor sênior do Departamento de Clínica Médica da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Prof. Dr. Pedro Gordan. Segundo ele, uma grande vantagem dos serious games é aliar informação e diversão, aumentando a motivação de quem está jogando. E, com a motivação em alta, o rendimento do aluno em relação à aprendizagem e retenção de conteúdo é maior. Além disso, os games são uma mídia extremamente familiar para os estudantes de Medicina e jovens médicos de hoje, muitos dos quais já cresceram com Playstations dentro de casa.

Usar recursos das novas tecnologias de informação e comunicação (como games e simuladores eletrônicos) para a educação das novas gerações é uma tendência mundial, não só na área da saúde mas em praticamente todas as áreas do conhecimento. Um grande exemplo são os cursos superiores de Administração de Empresas e de Engenharia, onde boa parte do aprendizado prático dos alunos se dá em games (como o Desafio Sebrae).

Em Londrina, uma iniciativa promissora é o desenvolvimento de um serious game para educação de médicos clínicos gerais e estudantes de Medicina sobre o uso de insulina para o tratamento do diabetes.

Rodrigo Souza, Dr. Pedro Gordan e Dr. Leandro Diehl: jogos para educação médica

Rodrigo Souza, Dr. Pedro Gordan e Dr. Leandro Diehl: jogos para educação médica

 

Fonte: Folha de Londrina, 20 de setembro de 2012

Clique no link abaixo para acessar a matéria na íntegra:

http://www.centrodocoracao.com.br/noticias/noticias.asp?nrseq=44

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *